Nestes últimos dias tenho tido oportunidade de ler uma miríade de textos, dos mais diversos autores, nas mais diversas publicações, fazendo o balanço deste ano de 2009 que há pouco se concluiu.

Nada mais natural: a passagem de ano é propícia a balanços! Todavia, uma coisa me surpreendeu: a absoluta unanimidade em torno de uma visão totalmente negativa de 2009, quando não mesmo da década inteira (outra variante da “febre dos balanços”). Cheguei a ler uma crónica em que a frase mais forte era “uma década para esquecer“, e confesso que quase me deixei contagiar.

Sim, porque isso de falar mal e de traçar cenários negros, como tão bem faz o emérito Prof. Medina Carreira, é algo que rapidamente alastra, porque é fácil. Em Portugal está na moda este exercício de negatividade, que respeito mas ao qual me recuso aderir.

Falemos claro: não retiro a pertinência e o mérito a muitas das análises feitas, mas não me parece imparcial nem produtivo só olhar para os deméritos, fazendo de conta que não há méritos! Não me parece positivo olhar só para as causas dos problemas, e pouco discorrer sobre as soluções ou sobre os bons exemplos e as boas práticas (eu sei, eu sei: não está na moda e dá trabalho 😉 )!

Por isso, tratei de fazer um exercício ao contrário: um exercício de positividade 🙂 !!!

Comecei por recordar todas as pessoas cujo bom exemplo citei no último ano aqui nos Mentes Brilhantes:

  • Tererai Trent, e a sua jornada de sacrifício de uma aldeia em África até alcançar o seu sonho: o doutoramento!
  • Justin McMurry, e o seu exemplo de como podemos dar um contributo relevante após a reforma, em parceria com uma empresa colaborativa!
  • Steve Jobs, eleito o CEO da década!
  • António Câmara, um empreendedor, o nosso visionário e construtor do futuro, mas ao mesmo tempo um olhar lúcido sobre Portugal!
  • Cecília Arraiano, um exemplo do que melhor se faz em Portugal em investigação científica!
  • Pedro Russo, uma espécie de Carl Sagan lusitano (só que sem programa na TV 😉 )!
  • Tiago Forjaz, o pai da Fundação Talento e um dos maiores visionários do que vale Portugal no mundo!

Fiz o mesmo exercício com organizações, destacando as seguintes:

  • Apple, com o seu exemplo de inovação permanente;
  • Google, mostrando como se reinventa o futuro numa lógica open source;
  • Cirque du Soleil, enquanto exemplo de estratégia blue ocean e de responsabilidade social!
  • YDreams, ou como um sonho pode ser construído em português!
  • Instituto Camões, enquanto modelo de defesa do nosso património!

E ainda, mesmo sem ter mencionado no Mentes Brilhantes, gostaria de destacar:

A título de exemplo não está mal, certo? 🙂 Muitos outros exemplos poderiam ser dados, mas o tempo escasseia e o post tem de sair 😉 !

Fica o desafio: contribuam com mais sugestões do que fez de 2009 um ano (também) positivo! Quem se lembra de mais exemplos?

Votos de bom balanço e muitos contributos, inspiradores para um 2010 (ainda) mais positivo!

4 thoughts on “2009: um balanço pela positiva

  1. Muito bom post Ricardo.

    É bom ver que nem toda a gente se esquece que há coisas boas, quando tudo o que nos rodeia parece só ver o lado negativo.
    Temo que grande parte das pessoas negativas são pessoas que não fizeram nada para mudar o que acha estar mal. E se houve gente que considerou a década negativa então a preocupação aumenta – 10 anos sem fazer nada de para mudar é deveras decepcionante.
    Parte de cada um de nós tornar o que nos rodeia melhor, dando sempre o nosso melhor. Este ano vou tentar convencer o meu círculo de relações a fazê-lo… Ouvir tantas queixas cansa!

    PS- fica a sugestão de todos nós fazermos a nossa lista de coisas positivas e relevantes que fizemos no último ano.

    1. Minha querida Ana: obrigado pelo comentário, que subscrevo totalmente! Muito boa a sua sugestão de assumirmos um Compromisso Pessoal para 2010! Vamos a isso 😉 !!! Beijinhos, Ricardo

  2. Caríssimo Ricardo,
    O seu artigo foi a melhor «prenda de Reis» para todos os que ainda acreditamos em Mentes Brilhantes, vindas de todos os continentes e sítios, carregadinhos (não de ouro, incesso e mirra) mas de Esperança, Motivação e Vontade de celebrar as coisas positivas…meio caminho andado para as fazermos acontecer.
    Acrescento à sua brilhante lista: i) Eleição de Obama; ii) Ursula Burns (afro-Americana) a nova CEO da Xerox; iii) Elvira Fortunato, a cientista da electrónica transparente que criou uma nova era científica ; iv) Conceição Lino, a jornalista de intervenção no Programa «Nós por CÁ»; v) o autarca Ecologista, José Pós-de Mina que implementou na Amareleja, concelho de Moura, uma das maiores centrais foltovoltaicas do mundo; vi) Afonso Salcedo, o português da PIXAR, por trás de Harry Potter; vii) Miguel Soares do Instituto Gulbenkian da Ciência com novas descobertas na luta contra a malária; viii) Luis Arnaut que desenhou novas moléculas para tratamnento do cancro, chamando-lhe «Luizitinas»; ix) Sampaio e Melo catedrádico na Wisconsin School of Business que foi responsável por propostas sobre política económica na candidatura de Obama; x) e as mil iniciativas de solidariedade e luta contra a pobreza e a contrução da igualdade.
    Abraço solidáriamente positivo, contra o pessimismo de alguns.
    Márcia

  3. Minha querida Márcia: obrigado pelo fantástico contributo! É sempre uma alegria contar com a sua participação! Que 2010 lhe reserve muitas alegrias e realizações! Beijinhos, Ricardo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s